Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Missão em Timor

Durante 3 anos estarei a fazer uma missão em Timor, pela Ordem dos frades menores capuchinhos, e neste blog tenciono contar todas as minhas aventuras e a percepção que vou tendo dos acontecimentos, tudo de uma forma peculiar que só eu sei viver :D


Domingo, 21.10.12

Chamem os bombeiros que estou a arder...

Finalmente já tenho os meus hábitos de sono de acordo com os horários de Timor. Já durmo de noite e estou acordado de dia, em vez do contrário {#emotions_dlg.away}

A casa onde estou a viver agora, em Laleia, tem dois pequenos jardins. Nem imaginam a quantidade de insectos que isso atrai, parece que estou a viver numa savana, mas em vez de tigres, leões e zebras, tenho louva-a-Deus, gafanhotos, tokés,  mosquitos… {#emotions_dlg.viseu}

Esta semana decidi experimentar, na comida, os típicos molhos da Indonésia. À primeira dentada: “FOOOGGGGOOOO CHAMEM OS BOMBEIROS, A MINHA BOCA ESTÁ A ARDER…” credo, que picantes que são… eles abusam mesmo do piripiri… Ah e os bombeiros não ajudaram nada, porque eles aqui não apagam incêndios, só servem para arrombar portas e pegar os gatos que ficam presos nos topos das árvores, a sério… {#emotions_dlg.barf}

No sábado fui conhecer uma nova aldeia, chama-se Turiaha. Metade do percurso de carro e outra metade a pé, cerca de 1h… Havia alturas que parecia que estava no deserto, mas em vez de areia no chão tinha pedras grandes e soltas. O sol batia forte e não via sinais de civilização, só faltava começar a ouvir o cantar dos corvos… que medo… {#emotions_dlg.sidemouth}

Se os caminhos do interior de Angola forem iguais aos do interior de Timor, então está explicado porque o Eusébio tinha um remate forte, é cada chuto nas pedras que dou… {#emotions_dlg.blink}

Entretanto, durante a viagem, quase ficava sem telemóvel. A meio da viagem paramos para descansar e o tlm escorregou-me do bolso. Terminada a pausa levanto-me, dou dois passos em frente, olho para trás e lá estava ele deitadinho na relva todo sorridente como que a dizer: “Não te estás a esquecer de nada?” {#emotions_dlg.tlm}

A atenção e carinho deste povo são enormes. Sempre que nos deslocamos para uma aldeia fora de Laleia somos recebidos com uma chávena de café e algo para comer. E fazem questão que comamos. Eles sabem como receber os convidados… e nunca saímos de lá sem almoçarmos primeiro…{#emotions_dlg.heart}

Por outro lado, os cães de cá parecem tirados do Evangelho de S. Lucas, da parábola do pobre Lázaro, sempre debaixo das mesas a tentar apanhar as migalhas que caem ao chão (Cf Lc 16,19-31). Não os censuro, deve ser a única coisa que comem, são tão esqueléticos que quando vão ao médico não precisam fazer raio-X, consegue-se contar todos os seus ossos… {#emotions_dlg.happy}

Como podem ver estou a adorar esta experiência, está a ser mesmo fantástica e enriquecedora. Tal como diz a minha irmã Carla e um amigo que temos em comum: quando voltar estarei um homem diferente, mais maduro. É provável que sim, pelo menos terei outra visão da realidade da vida. Mas não perderei a minha ingenuidade(se é que ainda tenho) e o meu sentido de humor (se algum dia o tive) {#emotions_dlg.happy}

PS: Ontem, Sábado, matei 21 mosquitos com a minha raquete eléctrica enquanto via o telejornal português. Obrigado Zé, Tem sido um instrumento muito importante para mim. {#emotions_dlg.happy}

Paz e bem amiguinhos! Estaremos juntos no coração e na oração. {#emotions_dlg.heart}

Autoria e outros dados (tags, etc)

por missao em timor às 07:05


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31



Posts mais comentados



Links

Blogs sobre missões

Frades Menores Capuchinhos


Facebook