Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Missão em Timor

Durante 3 anos estarei a fazer uma missão em Timor, pela Ordem dos frades menores capuchinhos, e neste blog tenciono contar todas as minhas aventuras e a percepção que vou tendo dos acontecimentos, tudo de uma forma peculiar que só eu sei viver :D



Domingo, 11.11.12

A tragédia, o drama, o horror... e a falta de luz!!!!

Olá amiguinhos, já faz um tempo desde a minha última aventura… Esta semana tem muito que se lhe diga. Se era certo que segunda-feira ia para Tíbar, pois tenho a dizer-vos que a minha mudança definitiva de casa é como as vitórias do Sporting…  e adia e adia e adia… {#emotions_dlg.happy} Não fui na segunda (dia 5), não fui no sábado (dia 10), mas PARECE que vou terça-feira (dia 13), a ver vamos… {#emotions_dlg.happy}

No Domingo (dia 4) fui para Tíbar, numa longa viagem de 4horas… não é que seja longe, a estrada é que está péssima e não se consegue andar a mais de 50km/h… No dia seguinte fui a Maliana visitar as irmãs clarissas capuchinhas e o Bispo da Diocese de Dilli. Saímos de casa às 5h da manha para podermos estar às 10h em casa das irmãs (o mesmo problema das estradas). A meio do caminho paramos para tomar o pequeno-almoço, ou o mata-bicho como chamam os timorenses, nada mais nada menos que em frente (literalmente) a um pequeno cemitério… Aqui os cemitérios não são organizados e centrados por zonas. Existe um principal nas cidades e depois há quem crie o “seu” próprio cemitério junto das estradas e foi junto dum destes que comemos, com as campas esmo ali à nossa frente, sem nenhum muro a rodeá-las… foi estranho, muito estranho mesmo. Fomos visitar as irmãs que estão cá há pouco tempo, cerca de um mês, e almoçámos com elas. Finalmente tomei um descafeinado, grandes irmãs que pensaram em tudo e enviaram por correio uma caixa de descafeinado do Minipreço, valeu a pena a longa viagem… {#emotions_dlg.happy} O Bispo também foi muito acolhedor. É uma pessoa simples e muito simpática.

O regresso acabou por ser o que custou mais, Cerca de 10h de viagem com poucas pausas pelo meio… O mais assustador foi quando começou a escurecer. Como as estradas não têm postes de iluminação, a única luz que se via era a dos faróis dos carros. Parecia que estava num filme de terror, só me lembrava da cena inicial do filme “I know what you did last summer”, mesmo assustador. E como se isto não bastasse, paramos para jantar numa praia à beira mar, onde a única coisa que se via era a luz do carro… eu sabia que estava à beira mar, porque ouvia as pequenas ondas do mar a bater na areia. Sim, pequenas ondas, o mar de Timor não tem ondas, parece um rio… :D Mas foi uma cena mesmo delirante, mesmo assustadora… tenho que repeti-la… {#emotions_dlg.happy}

No sábado a seguir (dia 10), dia em que era suposto ir de vez para Tíbar, mais uma vez adiada, foi o grande dia da recepção aos novos missionários, a Joana (que já cá esteve um ano), a Ana e o Rafael que vêm para primeira vez. Foi lindo passar a tarde na cozinha e sem electricidade, que só voltará 2ª feira, dia em que os funcionários voltam para a central electrica, isto porque ao fim semana ninguém trabalha, nem que seja uma emergência. Foi uma tarde divertida, eu, os 3 frades timorenses que estão comigo na formação e uma missionária leiga timorense, a Joana Teresa. Uma tarde fantástica só com borga, risos e muitos disparates, mas todos com juízo, somos gente responsável, ou pelo menos eles são. :D Os novos missionários chegaram à noite, todos cansados da viagem de três dias. Foram muito bem recebidos por nós, com cânticos, muitos abraços e beijinhos e com muita alegria expressa nos nossos rostos, são mais 3 irmãos que vêm apoiar esta fantástica missão. Pena foi não haver luz para uma recepção iluminada… {#emotions_dlg.happy}

Se achei a viagem de carro assustadora, então aquilo que me aconteceu no sábado à noite foi de morte. Tudo às escuras, por falta de electricidade, por volta da 1:30h da manhã ouço um grande estrondo de chapas a bater, como se uma bomba tivesse rebentado um portão. Acordei todo sobressaltado, sem saber que fazer. Não tinha luz para poder ver o que se passava, nem procurei sair do quarto para investigar o caso, pois sei que nos filmes isso dá sempre asneira … comecei a imaginar um ladrão, o um grupo de ladrões, armados com catanas, mesmo assustador… dos frades não havia sinal, parecia ter sido o único a ouvir o estrondo, mas sabia que não tinha sido nenhum sonho, nem a minha imaginação… fiquei em silêncio a tentar ouvir mais alguma movimentação… nada … o silêncio voltara a apoderar-se da casa… voltei a dormir e quando estava prestes a desligar-me da realidade, novo barulho de chapas… imediatamente percebi que se tratava da garagem, alguém tentava entrar por lá… tive ainda mais medo… imaginando o que poderiam roubar, percebi que não havia nada de muito valor, não tinham acesso ao interior da casa a não ser que voltassem a arrombar outra porta… e de repente, novo silêncio se apodera da casa… o único som que se fazia sentir era o barulho dos ramos das árvores a abanar… decidi deitar-me, com algum receio do que pudesse acontecer… adormeci e só voltei a acordar com o despertados, já eram 6:30h da manha (sim acordo muito cedo ao Domingo) e a luz já raiava… Levantei-me, fiz a oração das Laudes com a fraternidade e fui tomar o pequeno-almoço. Como é obvio aproveitei esse momento para saber se mais alguém tinha ouvido o estrondo e, quem sabe, me explicassem o que tinha sucedido. Pelos vistos, o Padre Superior fechou a porta da garagem só com um arame e o vento decidiu rebentar com esse arame… o barulho de chapa que ouvia era a porta da garagem a bater devido à corrente de ar do vento que se abateu esta noite… Não sei porquê, mas acho que tinha jeito para realizador… faço cada filme… {#emotions_dlg.happy}

Paz e bem amiguinhos! Estaremos juntos na oração e no coração.{#emotions_dlg.heart}

Autoria e outros dados (tags, etc)

por missao em timor às 14:14


4 comentários

De mariana a 12.11.2012 às 10:05

ahahahahah, és tão pateta!

*mariana

De missao em timor a 14.11.2012 às 01:08

Típico eu... :D

De Ricardo Soares a 03.12.2012 às 13:06

Esse cabeçalho foi mesmo a Artur Albarran... hehehe :P

De missao em timor a 03.12.2012 às 15:05

Foi a minha pequena homenagem a esse grande homem que muita qualidade jornalística trouxe à tv portuguesa... :D

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Contador de visitas






Links

Blogs sobre missões

Frades Menores Capuchinhos


Facebook