Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Missão em Timor

Durante 3 anos estarei a fazer uma missão em Timor, pela Ordem dos frades menores capuchinhos, e neste blog tenciono contar todas as minhas aventuras e a percepção que vou tendo dos acontecimentos, tudo de uma forma peculiar que só eu sei viver :D



Segunda-feira, 08.10.12

Ita ba dança?

Primeiro fim-de-semana por terras do outro lado do mundo e não se podia pedir algo mais agitado. Ao acordar já sentia o cheiro da festa de Nossa Senhora do Rosário de Laleia, a população começava a enfeitar as ruas e o átrio da Igreja, onde se iria celebrar a missa campal. O conselho que me deram foi “descansa muito, porque vais ter um longo dia”, nem precisaram dizer mais nada, só o “descansa muito” foi o suficiente para me convencerem a passar a manha deitadinho na cama a dormir. Ainda sofro muito com o fuso-horário… {#emotions_dlg.happy}

A tarde de sábado foi bem longa. Começou às 15:30h com uma oração a Nossa Senhora que durou 1h seguido da missa que durou outra hora (pode dizer-se que foi curta). E começou assim aquilo que os timorenses chamam de procissão (eu chamá-lo-ia mais de peregrinação). 4horas a andar, corremos as ruas e vielas todas da cidade de Laleia, rezamos 3 vezes o rosário completo (os 4 mistérios: Gozosos, gloriosos, dolorosos e luminosos), andei por ruas que nem fazia ideia que existiam, já me doía o braço por estar a segurar a vela acesa e, quando comecei a ver a Igreja ao fundo da rua suspirei de alívio, finalmente a “peregrinação” ia acabar. Mas acabar qual quê?! Chegado à igreja não houve paragem, continuamos em frente mais uns 500m, porque a procissão tem de passar por TODAS AS RUAS, sem deixar nenhuma para trás… Terminada a procissão iniciou-se uma vigília de oração a nossa Senhora que durou até à meia-noite. O povo, o que não reza, pelo menos tanto quanto os grupos que organizam a festa, já desesperavam pois aguardavam a música para dançar all night long… {#emotions_dlg.bunny}

É escusado dizer que me juntei a eles, claro… A minha ideia era dançar 3/4 músicas e ir dormir, mas quem me conhece sabe que isso é impossível para mim. Eu só ouvia “Frei, mais uma” e lá ia eu dançar mais uma. A roda começava com 4/5 pessoas e terminava sempre com cerca de 60/70, era a loucura total, chegaram a pedir-me para cancelar a missa para poderem ficar mais tempo a dançar… Como isso não é possível, muita gente acabou por “continuar a dançar” durante a homilia da missa de Domingo. Era só cabeças a abanar, pareciam galinhas a catar milho... Fez-me lembrar os meus tempos no Porto… {#emotions_dlg.sarcastic}

A Missa foi cheia de pompa e circunstância. O recinto todo colorido, o grupo coral todo vestido de igual, as pessoas vestidas para a ocasião e um grupo de guerrilheiros vestidos com os panos típicos do país, com espadas desembainhadas liderados por dois chefes e acompanhados ao som de duas trompetas. Uma espécie de formação militar tipicamente timorense. O problema é que estes homens tinham mais idade para se reformarem do que irem para a guerra. {#emotions_dlg.happy}

Seguiu-se o grande almoço solene preparado pela comissão organizadora da festa. Não faltou nada. Teve direito a discurso do chefe da organização, discurso do pároco, Frei Fernando Alberto, que se vai despedir desta paróquia para se mudar para Tíbar, e condecorações. O brinde final, já com metade das pessoas presentes, porque a maioria deixa o local logo a seguir a almoçar sem esperar a sobremesa, deu-se o brinde e o partir do bolo em honra de Nossa Senhora. À falta de champagne brinda-se com o quê? Cerveja! Um cálice de cerveja para cada um e assunto resolvido. 3 latas de cerveja chega para que cerca de 30 pessoas façam o brinde. E claro a festa não podia acabar sem a tradicional dança. Por acaso até podia, eu é que desafiei o pessoal a dançar “Ita ba dança?” (Vamos dançar?) e dançamos 3 musicas, porque o Frei assim o quis. {#emotions_dlg.tongue}

Como não vim cá só para me divertir, depois da festa fui dar a Sagrada Comunhão a dois idosos que não se podem deslocar para a missa. Foi uma semana em grande, agora vamos ver como correm as próximas, visto que as festas já acabaram {#emotions_dlg.smile}

Paz e bem meus amiguinhos! Estaremos juntos na oração e no coração!

PS: A procissão contou com o apoio da polícia para controlar o trânsito e de uma ambulância para transmitir o som para as pessoas acompanharem a oração do rosário… ;)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por missao em timor às 02:02



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Contador de visitas






Links

Blogs sobre missões

Frades Menores Capuchinhos


Facebook